O que é?

[vc_row][vc_column][ultimate_heading main_heading=”O que é a decodificação dental?” main_heading_color=”#21409a” sub_heading_color=”#00aeef” main_heading_font_family=”font_family:Raleway|font_call:Raleway|variant:600″ main_heading_style=”font-weight:600;” main_heading_font_size=”desktop:30px;” sub_heading_font_family=”font_family:Raleway|font_call:Raleway|variant:200″ sub_heading_style=”font-weight:200;” sub_heading_font_size=”desktop:30px;” main_heading_margin=”margin-bottom:10px;” margin_design_tab_text=””][ PSICONEURODONTOLOGÍA ][/ultimate_heading][ultimate_spacer height=”15″][dt_fancy_separator separator_color=”accent” el_width=”50%”][ultimate_spacer height=”15″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

A Decodificação biológica é um caminho para a compreensão da doença com base no significado biológico dos sintomas. Esta forma de acompanhamento permite conhecer o mecanismo de codificação de doenças, seja física, funcional, orgânica, psicológica ou comportamental e é complementar, não exclui qualquer tratamento médico ou psicoterapêutico.Ela traz à consciência a informação que o corpo está manifestando.Decodificar é aprender a encontrar o conflito e tratá-lo. É inconsciente e biológico,  se encontra em cada célula do nosso corpo e toda a nossa vida está inscrita no nosso corpo.A doença é uma solução de adaptação. Da mesma forma, os dentes têm a capacidade de nos dizer coisas sobre nós mesmos, alguns códigos que são transmitidos de geração em geração na forma de doenças e sofrimentos.

 

Tudo o que está oculto, o que não é falado, acaba se manifestando no corpo. O mesmo acontece nos dentes.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”107″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][ultimate_heading main_heading=”A Decodificação Dental nos ajuda a decifrar esses códigos com base em estudos de…” main_heading_color=”#006699″ alignment=”left” main_heading_font_family=”font_family:Raleway|font_call:Raleway|variant:500″ main_heading_style=”font-weight:500;” main_heading_font_size=”desktop:30px;” margin_design_tab_text=””][/ultimate_heading][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Nossa boca é um lugar privilegiado através da qual permitimos que entre em nós a resposta para todas nossas necessidades: comer, beber, respirar. Nossa estrutura cerebral cortical vai associar à este ofício bucal todo o estresse de sobrevivência, porque é o lugar por onde a resposta chegará porque somos seres humanos e, Graças a isso, temos acesso a uma linguagem complexa e articulada.

A boca é o lugar através da qual damos luz à nós mesmos. Os dentes são cristais, são sistemas elétricos com cargas positivas e negativas que tem uma corrente de 220 mv. Através das bochechas, em contato com os dentes, passe os 12 meridanos de acupuntura, desta maneira os dentes funcionam como agulhas de acupuntura. Cada dente tem a capacidade de informar ao nosso sistema energético de dentro do corpo e ao mesmo tempo recebe a informação de energia do exterior, através dos meridianos da acupuntura.
A saúde do ser humano depende do equilíbrio entre o interior e o exterior. Nossas manifestações corporais, que são biológicas, são o último recurso para o ser humano solucionar um conflito relacional.
E da mesma maneira que herdamos um gene que codifica a patologia orgânica, somos portadores de memórias de comportamento ou patologias relacionais humanas.
A Decodificação Dental é uma ferramenta que permite nos conhecer melhor e esse conhecimento é para descobrir os programas que carregamos. Por exemplo, olhamos para as raízes dos dentes, que têm formas diferentes. Pois estas formas são programas de sobrevivência, não de doença, que nos foram transmitidos para nos adaptarmos de uma forma particular à vida. As posições dos dentes na boca, especialmente os anteriores, são programas de sobrevivência e nos dão informações sobre nossa identidade, sobre quem somos, como somos e como nos relacionamos com os outros.
As cáries indicam conflitos inconscientes não resolvidos, e dependendo de qual dente e também de qual superfície se encontra a cárie, nos dará uma idéia do tipo de conflito.
Fraturas nos dentes podem indicar uma solução para um conflito e, de novo podemos estabelecer uma relação entre o dente, a superfície fraturada e o conflito.
A Decodificação Dental consiste na leitura das informações que tem os dentes com a intenção de permitir que o paciente se conscientize de um conflito relacional. A análise e a compreensão dessas informações dos dentes fornecem um complemento importante para o estudo genealógico e para a decodificação biológica do indivíduo.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][ultimate_heading main_heading=”INTRODUÇÃO À PSICONEURODONTOLOGIA” main_heading_color=”#006699″ alignment=”left” main_heading_font_family=”font_family:Raleway|font_call:Raleway|variant:500″ main_heading_style=”font-weight:500;” main_heading_font_size=”desktop:30px;” margin_design_tab_text=””][/ultimate_heading][vc_empty_space][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”110″ img_size=”full” alignment=”center”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]

A Psiconeurodontologia consiste em ler as informações transportadas pelos dentes e estas informações nos falam sobre conflitos, preocupações e distorções diversas que a pessoa afetada está vivendo devido a qualquer patologia dentária ou oral.

O sistema nervoso humano funciona graças aos impulsos elétricos gerados no cérebro e transportados através de milhões de neurônios e nervos para todas as áreas, músculos e órgãos do corpo.

Os dentes são condutores elétricos e, portanto, qualquer desequilíbrio ou interferência elétrica na transmissão dos impulsos neuronais pode afetar a camada externa do dente e até mesmo o osso que o sustenta.

Esses desequilíbrios ou interferências elétricas, que são mencionados, podem vir devido a desarmonias e preocupações que estamos vivendo em nosso dia a dia.

Se há algo que está nos preocupando e ao qual não encontramos uma solução satisfatória, sem dúvida, afetará nosso sistema nervoso e modificará o fluxo ou a magnitude dos impulsos elétricos neuronais.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Cada dente está localizado em um ponto específico da boca, e por cada área da boca passam linhas de impulsos elétricos.Cada linha ou área bucal está relacionada a uma magnitude, emoção ou um tipo de pensamento associado a situações ou tipos de relacionamentos que vivemos diariamente. Se vivemos estas situações sem carga emocional negativa, o esmalte dentário permanecerá saudável.

Se houver situações que estão gerando muito estresse, acabará gerando uma mudança de polaridade elétrica em uma área específica e o esmalte do dente que está localizado nessa área irá parar de crescer. O esmalte começará a degenerar e causará uma cárie. O normal será ir ao dentista e reparar a cárie, mas se o conflito persistir, ele continuará destruindo o esmalte e pode chegar a destruir o dente.

Isso é muito importante quando se trata de entender porque em muitas ocasiões o corpo rejeita um tratamento odontológico. Deve ser entendido que se a preocupação ou conflito que gerou a mudança na polaridade elétrica persistir, poderá afetar o reparo realizado pelo profissional de odontologia.

Por isso é muito importante fazer um trabalho de reparo físico da peça dental, complementando-a com um trabalho de conscientização sobre a causa emocional que causou a disfunção dental.

Se a causa emocional de fundo for trabalhada, repercutirá em um reparo estável e duradouro do dente, ou em uma cura e recuperação em caso de doença bucal.

Você deve pensar que todos os dentes estão em contato com as mesmas substâncias no momento da alimentação, portanto, o fato de alguns dentes serem afetados por açúcar ou outros produtos alimentares perde sua validade.

É normal que uma cárie afete um dente superior e não o inferior?
Seria mais lógico acumular açúcares nos dentes inferiores. Por que uma cárie afeta um dente e não afeta aquele ao lado dele que está em contato direto?
Bem, é uma questão de cargas elétricas e harmonia do sistema nervoso. Se estivermos experimentando um conflito ou uma grande preocupação, isso sem dúvida afetará o fluxo de impulsos elétricos neuronais e essa variação de fluxo modificará o campo magnético necessário para um crescimento adequado e regeneração da dentina e outras substâncias necessárias para manter os dentes saudáveis.

Isso é válido para qualquer tipo de cárie e doença bucal.

Cada patologia está associada a um tipo diferente de conflito ou preocupação.

Estão catalogadas mais de 200 cáries, de acordo com a peça dental e área de localização no dente e, portanto, mais de 200 conflitos diferentes. É essencial então, um bom diagnóstico feito por um profissional odontólogo. A partir do diagnóstico podemos localizar e trabalhar a causa da patologia e, assim, neutralizá-la.

Embora esse trabalho emocional deve ser feito em qualquer patologia, seja odontológica ou não, um trabalho deste tipo é essencial no caso de pessoas que estão perdendo dentes, devido à perda óssea. O trabalho emocional ajudará a frear este processo degenerativo para que o paciente chegue à cura do conflito.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]